CENTRAL DO CLIENTE
Valorize a vida. Preserve células-tronco.

Dúvidas

Respostas as dúvidas do site.

 Perguntas frequentes

1 Qual é o prazo de armazenamento das amostras?

As amostras “mais antigas” estão armazenadas há mais de 20 anos. A garantia de viabilidade das células-tronco se dá pela manutenção da amostra em baixa temperatura, conseguida pelo armazenamento em tanques com nitrogênio líquido.

Segundo estudos do Dr. Broxmeyer, as células-tronco preservadas com a tecnologia atual continuam com sua capacidade regenerativa intacta, confirmando a viabilidade do método.

2 As oscilações de temperatura prejudicam as amostras armazenadas?

Se houver oscilação de temperatura, o material biológico armazenado pode sofrer impactos. Na CordCell, como o material fica mergulhado em nitrogênio líquido, a temperatura se mantém constante.

3 Este material é de uso único?

A quantidade de células-tronco coletadas do sangue de cordão umbilical e placentário varia em cada gestação, não havendo proporcionalidade direta em relação ao volume obtido. Dependendo da aplicação terapêutica pretendida, o material poderá ser utilizado em mais de uma oportunidade. Como estratégia para viabilizar estas aplicações, desenvolveu-se o sistema de armazenamento em bolsa bipartida, que permite o descongelamento de apenas uma parte do material. A decisão de utilizar uma ou mais bolsas congeladas depende da finalidade e do número de células ali contidas.

4 Qual é a garantia de que as células estão viáveis?

Armazenadas a uma temperatura de 196º C negativos e imersas em nitrogênio líquido, as células-tronco podem ser guardadas por tempo indeterminado, ou seja, enquanto forem garantidas as condições adequadas de temperatura e segurança do sistema de conservação elas estarão aptas a serem utilizadas para transplante de medula óssea ou outros tratamentos de doenças. A equipe que preparou as células do sangue de cordão umbilical para o primeiro transplante realizado em 1988, na França, realiza periodicamente análises de célula-tronco congelada há mais de 20 anos, testando não somente a viabilidade, mas também a capacidade dessa célula se multiplicar e voltar a funcionar em um organismo vivo. Segundo esses estudos, as células-tronco preservadas com a tecnologia da CordCell mantém a capacidade regenerativa intacta, confirmando a viabilidade do método.

5 Posso utilizar as células-tronco do cordão em outros membros da minha família?

A legislação vigente estabelece duas modalidades de armazenamento do sangue de cordão umbilical: Para uso pelo próprio paciente e por terceiros. O uso próprio não apresenta restrições, porém, para o uso em terceiros há necessidade de verificação de compatibilidade e autorização da família.

 Outras perguntas

1 Qual a diferença entre células –tronco do cordão umbilical e as da medula óssea?

Ambas são células-tronco adultas utilizadas para diversos tratamentos. A diferença é que as células-tronco do cordão umbilical ainda não sofreram impactos externos como stress, medicamentos, alimentação não balanceada, etc. Portanto, podem ser consideradas mais eficazes nos tratamentos.

2 Todas as doenças genéticas são hereditárias?

Não, de todas as doenças genéticas apenas 5% são hereditárias.

3 Qual o percentual de utilização das células-tronco do cordão nos transplantes no Brasil?

No Brasil, de todos os transplantes de células-tronco, cerca de 51% já são do sangue de cordão umbilical.

4 Qual a diferença entre banco público e privado?

O banco público é autorizado pela ANVISA a disponibilizar as células para uso alogênico (para terceiros). Recebe doações e disponibiliza para as pessoas que não armazenaram as células-tronco do cordão umbilical a possibilidade de tratamento com células-tronco, desde que sejam compatíveis com o paciente.

O banco privado complementa este serviço, sendo autorizado a disponibilizar as células para o uso autólogo (para a mesma pessoa). O cliente paga por este serviço e tem à sua disposição, em caso de necessidade, as células sem a necessidade de teste de compatibilidade, pois as células são do próprio indivíduo.

5 Se a empresa fechar o que acontece com o material armazenado?

Regida pela ANVISA, a ACTSP (Associação de Células-tronco de São Paulo) tem entre seus objetivos garantir a continuidade da estocagem das unidades de SCUP – Sangue do Cordão Umbilical e Placentário de qualquer associado da ACTSP que porventura encerrar suas atividades.

6 O que é expansão celular?

A expansão celular é o recurso utilizado para aumentar o volume de células para um determinado procedimento. A CordCell tem utilizado células-tronco obtidas através da expansão celular em pesquisas clínicas humanas realizadas por nossa equipe de pesquisadores.

7 Qual a probabilidade de compatibilidade das células-tronco do bebê com os seus familiares?

Para irmãos (de mesmos pais) a compatibilidade chega a até 47%, e para os pais do bebê até 25%.